segunda-feira, 22 de setembro de 2008

anderson_poesia
                                                 imagem: arquivo pessoal

Clique na imagem para ampliar

No campo de teus sonhos
Colherei os segredos que
Por ti zelam, pra que, de meus dedos,
Escorram as sete chaves de tua alma;
Doação comedida
De teu amor.

Em minhas mãos,
Tuas portas romperão
O silêncio
Da noite
E, então, renascerás luz
Frente às sombras
Das páginas brancas.

[Anderson Christofoletti]

mulher_na_rede_carybe
                                             imagem: Carybé

Oh, minha rede que embala
Mais meus sonhos que meu sono,
Ainda quero morrer em ti, sem fala,
Enquanto ouço teu silêncio risonho...

Oh, rede que a mim sabe acolher,
Nada exige, nada cobra, nada implora,
No teu embalar, me ajuda viver,
No teu colo, minha alma acompanhada chora...

Oh, minha rede de sonho e poesia,
Que recolhe minhas lágrimas de madrugada,
Paciente, aguarda o retorno do meu dia,
E, depois de tudo, mais nada...

[Minha rede - Dora Brisa]
Fonte: AQUI

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos