domingo, 5 de fevereiro de 2012

ENTARDECER NO SERTÃO
Luís Carlos Mordegane


Como é lindo o teu entardecer sertão!
    Faço de minhas palavras versos pra ti...
    Das estradas de terra por toda imensidão
    Ouvir ao  longe o piar alegre da juriti.
    

    Raios a refletirem teus brilhos pelo  chão
    Traz a lembrança das límpidas águas da fonte
    Tão límpidas que reluz e ofusca a visão
    Em contraste com as sombras no alto do monte
    

    A encobrirem  os raios brilhantes  do sol.
    Mostra a terra de um vermelho escaldante
    Quando começa se esconder por detrás do paiol
    E outras terras aquecer com tua luz radiante...
    

    Muge o gado lá no canto da invernada
    Canta nos galhos a passarada
    Pia o nhanbú lá na baixada
    No terreiro o som do monjolinho...
    

    Lembro minha casinha no pé da serra
    No alpendre minha cabocla me espera
    Como é doce o cheiro da minha terra
    Como é lindo o teu entardecer sertão!

barrinhas1 
Fontes:
Luís Carlos Mordegane >>
DAQUI
Imagem: Ricardo Boaventura >> DAQUI

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Pergunte-me

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Carregando...

Perdi todos :'(

Arquivos