domingo, 26 de outubro de 2008

amaranto_flavia amaranto_lucia amaranto_marina
      Flávia                      Lúcia                   Marina

As irmãs Flávia, Lúcia e Marina Ferraz trazem o entrosamento de casa. Sempre cantando e tocando juntas, realizam um trabalho vocal extremamente apurado, além de serem instrumentistas (violão, flauta e piano, respectivamente) com sólida formação acadêmica.

Com criatividade e inteligência, o grupo elabora seus próprios arranjos, demonstrando que domina amplamente seus recursos musicais. Exploram-se, com elegância e bom gosto, elementos como cânones, contracantos, uníssonos e trios, e os cuidados precisos com a instrumentação são também notáveis. Tais qualidades têm recebido aplausos calorosos da crítica mais inteligente, além de encontrar forte reconhecimento no meio musical e já ter formado um público considerável e fiel.

Em março de 2000, o Amaranto lançou, em Belo Horizonte, o seu primeiro CD: Retrato da Vida, que apresenta canções de Djavan.

O show intitulado Aos Olhos de Guignard, resultado da parceria com Flávio e Marina, realizado em Belo Horizonte, foi gravado e deu origem ao aclamado CD homônimo, lançado em abril de 2001, com um show recorde de público no Museu Histórico Abílio Barreto (BH).

Em 2002, o Amaranto foi agraciado, pela terceira vez consecutiva, com o título de Melhor Grupo Vocal de Minas Gerais, pelo Troféu Pró-Música (1999, 2000 e 2001).

Ainda naquele ano, participara no disco Chico Rei – Uma Dança, Um Poema Musical, música de Geraldo Vianna com textos de Fernando Brant.

Lançado em agosto de 2003, o terceiro CD do Amaranto - Brasilêro, dirigido por Rodolfo Stroeter. [Fonte]

Charles Henri Joseph Leickert

Clique na imagem para entrar no álbum do Picasa

Charles Henri Joseph Leickert (Bruxelas, 22 de setembro de 1816 - Mainz, 5 de dezembro de 1907) foi um pintor belga de paisagens holandesas. Aprendeu a pintar na Escola de Haia com os pintores paisagistas Bartholomeus van Hove, Wijnand Nuijen e Andreas Schelfhout. Posteriormente, Leickert se especializou em cenas invernais. Quase todas as suas obras foram pintadas nos Países Baixos, de 1841 a 1848 em Haia, e de 1849 a 1883 em Amsterdã. Em 1856, tornou-se membro da Real Academia de Amsterdã. Aos 71 anos de idade se mudou para Mainz, na Alemanha.

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos