quinta-feira, 21 de maio de 2009

mulher_78  
                                     Imagem: Jenedy Paige

OLHAR JARDINEIRO
Ana Cláudia S. Jácomo

Quem ama vê bem, de longe. Quem ama vê bem de perto. Quem ama vê além e ama o que vê. Não há nada a ser mudado, incluído, excluído, para que o amor exista, ele simplesmente é. Olhar jardineiro, que ouve a música original da semente, tanto faz como ela consiga dizer as suas flores. Olhar de ourives, que sente a jóia tantas vezes ainda escondida no silêncio da matéria-prima. Olhar de pescador: não importa o momento do mar, sabe as riquezas que ele guarda, quer as redes retornem cheias ou vazias.

Quem ama vê além e confia no que vê. E é a confiança atemporal e bela desse olhar que atravessa as nossas aparências e, vendo a nossa essência, nos diz seu amor, que buscamos pela vida. Esse olhar que nos ouve, nos sente, nos sabe, e, ouvindo, sentindo, sabendo, nos ama exatamente como somos. Como podemos ser. Como conseguimos, seja lá o que isso significa a cada instante. Poucos lugares têm um cheiro tão bom de descanso e liberdade como tem esse olhar. É maravilhoso recebê-lo. É maravilhoso ofertá-lo. É maravilhoso trocá-lo.


Fonte: anajacomo.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Pergunte-me

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos