sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

POESIA: FAZ ESCURO, MAS EU CANTO
AUTOR: Thiago de Mello
MÚSICA: Monsueto
CONVIDADOS:
Raízes Caboclas, Márcia Siqueira, Nilson Chaves, Eliakin Rufino, Eudes Fraga e Sebastião Tapajós.

DVD "Thiago de Mello contando e cantando entre amigos"

Faz escuro mas eu canto,
porque a manhã vai chegar.
Vem ver comigo, companheiro,
a cor do mundo mudar.
Vale a pena não dormir para esperar
a cor do mundo mudar.
Já é madrugada,
vem o sol, quero alegria,
que é para esquecer o que eu sofria.
Quem sofre fica acordado
defendendo o coração.
Vamos juntos, multidão,
trabalhar pela alegria,
amanhã é um novo dia.

©Thiago de Mello
In Faz escuro mas eu canto, 1966

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Pergunte-me

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Carregando...

Perdi todos :'(

Arquivos