sábado, 21 de março de 2009
Anderson_Christofoletti_desenho_corpo    
                             Desenho de Anderson Christofoletti
 
AULA DE DESENHO
Maria Esther Maciel

Estou lá onde me invento e me faço:
De giz é meu traço. De aço, o papel.
Esboço uma face a régua e compasso:
É falsa. Desfaço o que fiz.
Retraço o retrato. Evoco o abstrato
Faço da sombra minha raiz.
Farta de mim, afasto-me
e constato: na arte ou na vida,
em carne, osso, lápis ou giz
onde estou não é sempre,
e o que sou é por um triz.

1 comentários:

Anônimo disse...

oiii
mtt bonittoo mais me envia o masi rapido possivel a explicação do verso:
onde estou não é sempre,
e o que sou é por um triz.

Obrigada...
mas fiquei na duvidaa
me envie por email... carolinems04@hotmail.com
desde ja agradeço!!

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos