terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Dedicado a todos os professores, em especial ao Prof. Nelson e Profª Sônia Regly, escolhidos “Professores Destaque Dihitt 2009
Esta homenagem vai também para duas amadas professoras: Iara e Rita de Cássia.


Vídeo com locução do próprio autor. Fonte: Paulasevi

PROFESSORES APAIXONADOS
Gabriel Perissé

Professores e professoras apaixonadas acordam cedo e dormem tarde, movidos pela idéia fixa de que podem mover o mundo.

Apaixonados, esquecem a hora do almoço e do jantar: estão preocupados com as múltiplas fomes que, de múltiplas formas, debilitam as inteligências.

As professoras apaixonadas descobriram que há homens no magistério igualmente apaixonados pela arte de ensinar, que é a arte de dar contexto a todos os textos.

Não há pretextos que justifiquem, para os professores apaixonados, um grau a menos de paixão, e não vai nisso nem um pouco de romantismo barato. Apaixonar-se sai caro!

Os professores apaixonados, com ou sem carro, buzinam o silêncio comodista, dão carona para os alunos que moram mais longe do conhecimento, saem cantando o pneu da alegria.

Se estão apaixonados, e estão, fazem da sala de aula um espaço de cânticos, de ênfases, de sínteses que demonstram, pela via do contraste, o absurdo que é viver sem paixão, ensinar sem paixão.

Dá pena, dá compaixão ver o professor desapaixonado, sonhando acordado com a aposentadoria, contando nos dedos os dias que faltam para as suas férias, catando no calendário os próximos feriados.

Os professores apaixonados muito bem sabem das dificuldades, do desrespeito, das injustiças, até mesmo dos horrores que há na profissão. Mas o professor apaixonado não deixa de professar, e seu protesto é continuar amando apaixonadamente.

Continuar amando é não perder a fé, palavra pequena que não se dilui no café ralo, não foge pelo ralo, não se apaga como um traço de giz no quadro. Ter fé impede que o medo esmague o amor, que as alienações antigas e novas substituam a lúcida esperança.

Dar aula não é contar piada, mas quem dá aula sem humor não está com nada, ensinar é uma forma de oração. Não essa oração chacoalhar de palavras sem sentido, com voz melosa ou ríspida. Mera oração subordinada, e mais nada.

Os professores apaixonados querem tudo. Querem multiplicar o tempo, somar esforços, dividir os problemas para solucioná-los. Querem analisar a química da realidade. Querem traçar o mapa de inusitados tesouros.

Os olhos dos professores apaixonados brilham quando, no meio de uma explicação, percebem o sorriso do aluno que entendeu algo que ele mesmo, professor, não esperava explicar.

A paixão é inexplicável, bem sei. Mas é também indisfarçável.

Gabriel Perissé é doutor em Filosofia da Educação pela USP e autor do livro O professor do futuro (Thex Editora).

7 comentários:

Ebrael Shaddai disse...

Tudo que é realizado com paixão é capaz de modificar a realidade em redor. E, se feito como uma reação em cadeia, capaz mesmo de mudar o Mundo e as Consciências.

Por isso digo que, além de Amor, qualquer coisa que se faça necessita de Paixão. A paixão acende, o Amor alimenta!!

Bjs Irmãzinha!!

concentrado disse...

Parabéns pela homenagem aos professores.

Claudine Ribeiro G. Netto disse...

O professor faz o homem e mulher de amanhã. Sem amor a profissão, não se trabalha direito, não existe a paciência, a qual é necessária em uma sala de aula.
Uma pena que eles não sejam reconhecidos como merecem. Esta é uma das profissões mais lindas que existe. O professor se doa aos seus alunos, em certos casos eles são até psicólogos, pois esculta os problemas e confissões deles.
Viva aos professores do Brasil, os quais muitas vezes enfrentam situações difíceis só para exercer a profissão.

Bjs.

vovolili disse...

Olá querida amiga,

Exclente post. Excelente texto.

Parabéns pela homenagem aos dois ilustres amigos Professores.

Os professores merecem atenção, pois ser professor é ter paixão pelo que faz, é se doar integralmente no propósito de educar, indo além do ensinar, de transmitir conhecimentos, procurando lidar com as diferenças, com as situações conflitantes entre os alunos, interagindo com a realidade dos mesmos, ouvindo-os e relacionando-se com eles de forma salutar, conseguindo formar uma amizade.
Seu texto está tão completo que nem sei porque fui escrevendo, escrevendo....., empolguei-me, porque também fui professora.
Parabéns amiga, e fique com a paz do Senhor.
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

vovolili disse...

Olá querida amiga,

Exclente post. Excelente texto.

Parabéns pela homenagem aos dois ilustres amigos Professores.

Os professores merecem atenção, pois ser professor é ter paixão pelo que faz, é se doar integralmente no propósito de educar, indo além do ensinar, de transmitir conhecimentos, procurando lidar com as diferenças, com as situações conflitantes entre os alunos, interagindo com a realidade dos mesmos, ouvindo-os e relacionando-se com eles de forma salutar, conseguindo formar uma amizade.
Seu texto está tão completo que nem sei porque fui escrevendo, escrevendo....., empolguei-me, porque também fui professora.
Parabéns amiga, e fique com a paz do Senhor.
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

ProfessorNelsonMS disse...

Sereníssima

Agradeço pela citação.

Agora sobre o texto : tive uma grande satisfação ao ler um texto de tamanha beleza e sensibilidade como este.

Um abraço.

Nelson

rita de cassia disse...

Sere, minha linda
o texto tem toda razão:
estar apaixonado é tão bom que nem da pra disfarçar.
Obrigada, pelo carinho ..sempreeeeeee
Beijo no teu coraçãoOoooo

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Pergunte-me

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos