sábado, 23 de abril de 2011

O Dia Internacional do Livro teve a sua origem na Catalunha, uma região semi-autônoma da Espanha.

A data começou a ser celebrada em 7 de outubro de 1926, em comemoração ao nascimento de Miguel de Cervantes, escritor espanhol. O escritor e editor valenciano, estabelecido em Barcelona, Vicent Clavel Andrés, propôs este dia para a Câmara Oficial do Livro de Barcelona.

Em 6 de fevereiro de 1926, o governo espanhol, presidido por Miguel Primo de Rivera, aceitou a data e o rei Alfonso XIII assinou o decreto real que instituiu a Festa do Livro Espanhol.

No ano de 1930, a data comemorativa foi trasladada para 23 de abril, dia do falecimento de Cervantes.

Mais tarde, em 1996, a UNESCO instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor, em virtude de a 23 de abril se assinalar o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

No caso do escritor inglês, tal data não é precisa, pois que em Inglaterra, naquele tempo, ainda utilizava o calendário juliano, pelo que havia uma diferença de 10 dias apara o calendário gregoriano usado em Espanha. Assim Shakespeare faleceu efectivamente 10 dias depois de Cervantes.

"Um país se faz com homens e livros."
(Monteiro Lobato)

"Livros são os mais silenciosos e constantes amigos; os mais acessíveis e sábios conselheiros; e os mais pacientes professores."
(Charles W. Elliot)

"É claro que meus filhos terão computadores, mas antes terão livros."
(Bill Gates)

"De três coisas precisa o homem para ser feliz: benção divina, livros e amigo."
(Henri Lacordaire),

"É bom ter livros de citações. Gravadas na memória, elas inspiram-nos bons pensamentos."
(Winston Churchill)

"Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar."
(Monteiro Lobato)

"A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde."
(André Maurois)

"A leitura é uma amizade."
(Marcel Proust)

"A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo."
(Richard Steele)

"Que nunca o livro fique longe de tua mão e de teus olhos."
(São Jerônimo)

"...foi através da literatura que recebi a vida."
(Paulo Mendes Campos)


À Leon Werth

Peço perdão às crianças por dedicar esse livro a uma pessoa grande. Tenho uma desculpa seria: essa pessoa grande é o melhor amigo que possuo no mundo, tenho uma outra desculpa: essa pessoa grande é capaz de compreender todas as coisas, até mesmo os livros de criança. Tenho ainda uma terceira: essa pessoa grande mora na frança, e ela tem fome e frio.
Ela precisa de consolo, se todas as desculpas não bastam, eu dedico então esse livro à criança que essa pessoa grande já foi, todas as pessoas grandes foram um dia crianças (mas poucas se lembram disso). Corrijo, portanto, a dedicatória.

À Leon Werth
Quando ele era pequeno

(Dedicatória do livro o Pequeno Príncipe – Antoine de Saint-Exupéry)

1 comentários:

Mundo das Poesias disse...

Olá,

Gostei do seu Blog e gostaria de fazer parceria com meu blog Mundo das Poesias:

http://www.tol3.net/m

Já adicionei seu Link e gostaria de pedir que também adicionasse nosso banner ou nosso link em seu blog.

Grande Abraço;
Sucesso!

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Pergunte-me

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos