quarta-feira, 13 de abril de 2011

13 de Abril – Dia do Beijo

Tua boca se faz carne
Ungida de saliva:
Lasciva violação
No obscuro
Mistério do beijo,
No explícito
Ardil do desejo

© Anderson Christofoletti

 o beijo de Auguste Rodin o beijo de Rodin

O BEIJO
Obra de
Auguste Rodin

Os dois amantes absorvidos num intenso beijo representados na estátua "O Beijo", realizada por Auguste Rodin, transmitem uma tal força emotiva e sensualidade que tornou esta obra numa das mais famosas esculturas de todos os tempos.
Embora plasticamente seja mais conservadora que o coevo "O Pensador" ou outras peças moldadas em bronze, esta estátua apresentava uma característica importante da obra madura de Rodin, o interesse pelo inacabado e pela ideia da libertação das figuras dos blocos de pedra que a originaram, cujas raízes conceptuais e formais se encontram nas estátuas inacabadas dos "Escravos" de Michelangelo. Outra referência à escultura renascentista, pela qual Rodin tanto se interessara na sua viagem a Itália em 1875, é a meticulosa tentativa de tradução do movimento e da anatomia muscular assim como a técnica delicada no trabalho do mármore.
A associação das duas figuras a um bloco de mármore grosseiramente aparelhado, permitia acentuar o contraste de textura e consequemente destacar a leveza, sensualidade e carnalidade dos corpos dos amantes.
Marcado ainda pelo ideal estético romântico que procurava a beleza através da representação de estados de alma, "O Beijo" constituiu igualmente uma das obras precursoras do período moderno da escultura, acompanhando o despontar do impressionismo na pintura.
A escultura "O Beijo" apresenta uma dimensão ligeiramente acima do natural (tem uma altura de 183 centímetros) e encontra-se exposta no Museu Rodin, em Paris.

Antes de criar a versão em mármore de "O Beijo", Rodin produziu várias esculturas menores em barro, gesso e bronze.

Em 1888, o governo francês encomendou a primeira versão de mármore em grande escala de "O Beijo" de Rodin para a Exposição Universal de 1889, mas foi exibido publicamente pela primeira vez no "Salon de la Société National des Beaux-Arts" em 1898. Era tão popular que a empresa "Barbedienne" ofereceu a Rodin um contrato para produzir um número limitado de cópias menores em bronze. Em 1900, a estátua foi movida para o "Musée du Luxembourg", antes de ser levada para a sua localização actual, o Musée Rodin, em 1918.

Um grande número de moldes foram feitos. O Musée Rodin relata que a "Fundação Barbedienne" sozinha produziu 319. De acordo com a lei francesa, decretada em 1978, apenas as primeiras doze podem ser chamadas de originais.

 

Fontes:

Infopédia
Wikipédia

2 comentários:

LUNNA , Simplesmente escrevo o AMOR disse...

Sere, amiga não sabe como me sinto feliz em sempre ver suas postagens no Buzz, divulgando a cultura , ja que é tão pouca divulgada lá, pessoas inteligentes como voce divulgando autores, escritores fazem toda a diferença para um mundo melhor.
Um beijo da amiga Lunna Franchiatti.
meu blog. lunnafrank.arteblog.com.br
Poesia&Verso&Prosa, fique a vontade para me mandar, sempre que quiser postar algum texto , pois tenho uma pagina de amigos lá é so me mandar poe e-mail ok. lunnafratti@gmail.com

Serenissima disse...

Luna,
obgda pelas palavras sempre gentis.
Acho que o Buzz não fez sucesso, mas espalhamos poesias por todos os espaços... e estamos por lá também... ;)
Eu visitei seu blog, lindissimo!
Vou enviar poesias pra você postar, não são minhas, porque não escrevo, mas de pessoas talentosas que merecem ser lidas. Aguarde ;)

Beijo

Related Posts with Thumbnails

Poética

Poesias

Poetas

Vídeos

A Voz aqui

Pergunte-me

Me leva!

A Poética dos Amigos

Google+

Feed

Posts Coments

Receber postagens por E-mail

Perdi todos :'(

Arquivos